sábado, 31 de julho de 2010

Com vocês...Carlos Drummond de Andrade

No meio do caminho


Sobre a obra
Com mais de 70 títulos publicados, Drummound escreveu poesia, prosa, livros infantis, e sobre antologia poética, tendo entre seus principais temas o indivíduo (complicado, torturado, estilhaçado), a terra natal, a família, o choque social, o amor, a existência e os amigos (figuras que admirava, como: Mário de Andrade a Manuel Bandeira, de Machado de Assis a Charles Chaplin). Originalmente “No meio do caminho” foi publicado na Revista de Antropofagia, no ano de 1928.
Sobre o autor
Carlos Drummound de Andrade nasceu em outubro de 1902 na cidade mineira de Itabira. Ainda jovem, foi estudar na capital Belo Horizonte e, posteriormente, em Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro.

Com 19 anos começou a trabalhar no jornal Diário de Minas, veículo que lhe proporcionou o primeiro contato com os ‘Modernistas’ de São Paulo. Em 1925, então com 23 anos, formou-se em farmácia, profissão pela qual nunca demonstrou grande interesse.

Fundou nos anos seguintes, com Emílio Moura e outros companheiros, a publicação “A Revista”, direcionada para divulgar o Modernismo no Brasil. Em 1928 publicou o poema “No meio do Caminho”, que causou grande comentário na época. Ainda em vida foi considerado por muitos o maior poeta brasileiro de todos os tempos.

Entrou para o funcionalismo público em 1934 e mudou-se para o Rio de Janeiro. Cidade onde, em agosto de 1987 morreu sua única filha, Maria Julieta de Andrade. Doze dias depois, o poeta viria a falecer. Entre os grandes da literatura brasileira, Drummound deixou em seu legado outras obras-primas, como o livro de poesias “A Rosa do Povo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário