domingo, 20 de março de 2011

Leida Lusmar

“Todo caminho é para dentro. Todo caminho é absolutamente para dentro e isso não se discute, eu não discuto, eu me recuso a perder tempo ruminando contrários. Foi bom ter sido difícil como foi, porque é, e por ter sido penosamente difícil como é que pude chegar ao lugar onde estou, justamente à estrada por onde eu vou, o caminho exato que devo seguir se eu quiser compreender clara e profundamente quem sou eu, e eu quero.”


Esse livro tem sido um bom companheiro desde que o li. Possibilitou um reencontro com sentimentos adormecidos; é um espelho onde eu posso me mirar, dar uma espiada no meu eu. "Grande é esse olhar de fora para dentro".

Nenhum comentário:

Postar um comentário