quinta-feira, 28 de abril de 2011

A poesia está no ar...





O AVESSO DAS COISAS

Aforismos
Carlos Drummond de Andrade
Editora Record
2ª Edição, 1990
Ilustrações: Jimmy Scott
Digitalizado, revisado e formatado por SusanaCap
www.portaldetonando.com.br/forumnovo/

Uma das frases mais conhecidas da sabedoria popular diz que "os
melhores perfumes estão contidos nos menores frascos". A frase não está
neste livro, que de certa maneira a corrobora. Um conjunto de máximas
com aparência de mínimas, O Avesso das Coisas (obra inédita de
Drummond) revela um poeta que tira do cotidiano não apenas o lírico
mas também o curioso, o imprevisível, o insólito.
Com a mesma acuidade do poeta, o humorista ou filósofo Drummond
mostra como "bater à porta errada costuma resultar em descoberta".
Seu modo pessoal de ver as coisas pelo lado avesso resulta num livro
delicioso, escrito à maneira de dicionários, com as definições mais
improváveis e, por isso mesmo, mais verdadeiras.
Vejamos alguns exemplos:
ALMA — Prisioneira do corpo, a alma vive em guerra com o carcereiro.
BRASIL — O Brasil é um país novo que se imagina velho, e um
país velho que se supõe novo.
CARTA — Quem gosta de escrever cartas para jornais não deve
ter namorada.
DIABO — É cada vez mais difícil vender a alma ao Diabo, por
excesso de oferta.
ELEIÇÃO — Uma eleição é feita para corrigir o erro da eleição
anterior, mesmo que o agrave.
FELICIDADE — A felicidade tem um limite, a loucura.
GLÓRIA — A glória é um alimento que se dá a quem já não pode
saboreá-lo.
HOMEM — Somos humanos, isto é, achamos que somos.
PECADO — Há pecados elegantes e outros que aspiram a sê-lo.
REI — O rei nunca está nu no banho; cobre-se de adjetivos.
SOLIDÃO — A solidão gera inúmeros companheiros em nós mesmos.
TRADIÇÃO — A tradição é cultuada pelos que não sabem
renová-la.
UNANIMIDADE — A unanimidade comporta uma parcela de entusiasmo,
uma de conveniência e uma de desinformação.
VELHICE — A vida é breve, a velhice é longa.
VIDA — Viver não é nada; continuar vivendo é que constitui ato
de bravura

Nenhum comentário:

Postar um comentário