quinta-feira, 14 de abril de 2011

A ponte e a cerca

Na vida...
Podemos escolher entre ser ponte...
Que une uma margem à outra de um rio.
Ou ser uma cerca...Que separa um território de outro.
Se compararmos...Podemos perceber que se formos ponte...
Iremos unir todas as coisas...Que por algum motivo nesta vida...
Vivem separados.
Se formos cerca...Estaremos dividindo... Marcando espaço...
Quando poderíamos formar elos...Entre mundos em duelos.
Como ponte...
Podemos aumentar amizades...
Fazer elos de ligações entre comunidades...
Amar com mais intensidade...
Juntar forças entre dois extremos em inimizades.
Como cerca...Aumentamos divisões... Isolamentos...
Deixamos a vida mais solitária...Esquecemos de ser humanitários...
Quando poderíamos nos unir a quem necessita...
De alguém mais solidário.
Sejamos nesta vida rápida e passageira...
Ponte que une... Mensageira...Elo de ligação...
Entre nações estrangeiras...Ponto de união... Simples...
Como flor de laranjeira...Lançando perfume com notas sublimes...
A solitários e sofridos corações...Que tanto o mundo reprime.
De nada nos serve a cerca...
Se formos nós mesmos a perder liberdade...
A encher o coração de saudade...
A deixar que vagarosamente nossa vida se perca.
É jubiloso se sentir ponte...
Ser para nossos semelhantes, verdadeira fonte...De amizade... União...
Alguém que na hora necessária connosco conte...
Para que possamos sentir saudável o coração.
A escolha é nossa... É minha...Ser cerca... Ou estar sozinha?
Ou ponte... E ter sempre a fronte...
Companhia... Sincero sentimento...Que à nossa vida...
Só trará acalento.
Sejamos ponte na comunidade...Ponte em nossa família...
Ponte da fraternidade...Semeando amor em grande quantia.
Sejamos PONTE...
Derrubemos CERCAS...
Seremos de companheirismo uma fonte...
Para que muitas almas não se perca.

Autora: Marilene Mees Pretti

Nenhum comentário:

Postar um comentário