terça-feira, 26 de julho de 2011

DEFICIÊNCIAS

Um marido preocupado, nos seus 80 anos, telefona ao médico para marcar uma consulta para a sua mulher

A atendente lhe pergunta:
-Qual o problema de sua esposa?
- Surdez. Não ouve quase nada.
- Então o senhor vai fazer o seguinte: antes de trazê-la, fará um
teste, para facilitar o diagnostico do médico. Sem que ela esteja
olhando, o senhor, a certa distância, falará em tom normal, até que
perceba a que distância ela consegue ouví-lo.

Então, quando vier, dirá ao médico a que distância o senhor estava
quando ela o ouviu. Certo? - Está certo.
À noite, quando a mulher estava preparando o jantar, o velho decidiu
fazer o teste. Mediu a distância que estava em relação à mulher.

E pensou: 'Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora!':
-Maria, o que temos para jantar?
Nada. Silêncio. Aproxima-se a 5 metros:
-Maria, o que temos para jantar?
Nada. Silêncio. Fica a uma distância de 3 metros:
-Maria, o que temos para jantar?
Silêncio. Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
-Maria! O que temos para jantar?
- Frango! É a quarta vez que eu respondo!

NORMALMENTE, NA VIDA, PENSAMOS QUE AS DEFICIÊNCIAS SÃO DOS OUTROS E NÃO NOSSAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário