terça-feira, 1 de novembro de 2011

QUESTÕES MODELO PROVA BRASIL

TEXTO 1
Minha Namorada
Vinicius de Moraes / Carlos Lyra
Meu poeta eu hoje estou contente
Todo mundo de repente ficou lindo
Ficou lindo de morrer
Eu hoje estou me rindo
Nem eu mesmo sei de que
Porque eu recebi
Uma cartinhazinha de você
Se você quer ser minha namorada
Ai que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ter
Você tem que me fazer
Um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber porquê.”
[...]
http://letras.terra.com.br/vinicius-de-moraes/49276/

QUESTÃO 1
A repetição dos diminutivos “cartinhazinha , coisinha , jeitinho e devagarinho” reforça a ideia
(A) do afeto do eu poético pela sua amada.
(B) da grande solidão vivida pelo eu poético.
(C) da beleza especial da mulher amada.
(D) da tristeza do eu poético por não ser amado.

TEXTO 2
O custo da ignorância
Imagine que você esteja perdido em Pequim, na China, onde é muito difícil encontraralguém que fale outra língua que não o chinês. Suponha que você esteja passando mal e precise ir a um hospital. Quanto mais o tempo passa, mais a dor aumenta. E mais difícil se torna sua comunicação com as pessoas em volta. Você olha as placas, mas não entende nada. Procura uma lista telefônica e entende menos ainda. Já pensou se tivesse de trabalhar nesse lugar? Terrível, não? Essa sensação de insegurança ajuda a entender uma imensa parcela da população brasileira. Um analfabeto ou semi-analfabeto comporta-se, na prática, da mesma forma como você se comportaria se estivesse perdido numa rua de Pequim. Esse exemplo ajuda a entender mais sobre a mortalidade infantil e o círculo vicioso da miséria.
Confuso? Afinal, o que o analfabetismo tem a ver com a mortalidade infantil?
É simples. O nível de instrução da mãe é um elemento vital para que a família perceba a necessidade de higiene e de saneamento básico.
Números do Unicef mostram que a taxa de mortalidade infantil chega ao seu ponto máximo nas famílias em que a mãe é analfabeta. E vai baixando à medida que a instrução aumenta. A morte de crianças pequenas entre filhos de mulheres que frequentam a escola por menos de um ano é cerca de três vezes maior do que em famílias nas quais a mãe estudou por mais de oito anos.
[...]
DIMENSTEIN. Gilberto. O cidadão de papel. São Paulo: Ática, 2002.
QUESTÃO 1
Segundo o texto, a UNICEF destaca como um dos fatores que interferem no aumento da taxa de mortalidade infantil
(A) o crescente círculo vicioso da miséria.
(B) o aumento do nível de instrução da mãe.
(C) o grau de analfabetismo da mãe.
(D) a sensação de insegurança da população.
QUESTÃO 2
Este texto se refere
(A) à dificuldade de comunicação na China.
(B) ao analfabetismo e a mortalidade infantil.
(C) à diminuição do analfabetismo feminino.
(D) à higiene e ao saneamento básico no Brasil.

TEXTO 5
Prometeu
Prometeu era um dos titãs, raça gigantesca que habitava a terra antes da criação do homem. A ele e a seu irmão Epimeteu foi confiada a tarefa de criar o homem, a quem deviam conceder, como aos outros animais, os meios necessários para sobreviver.
Epimeteu encarregou-se dessa tarefa e Prometeu ficou de verificar o trabalho depois de completado. Epimeteu, então, começou a distribuição de diversas qualidades aos vários animais: coragem, força, velocidade, sagacidade; asas a uns; garras a outros; uma cobertura de concha a outros etc. Quando chegou a vez do homem, que era o animal superior, Epimeteu, que fora liberal na distribuição das várias qualidades, nada mais tinha
para conceder. Nesse apuro, foi obrigado a recorrer a seu irmão Prometeu, que, com a ajuda de Minerva, subiu ao céu, acendeu a sua tocha no carro do sol e trouxe o fogo à terra para o homem. Com essa dádiva, o homem passou a ser mais que qualquer outro animal. O fogo permitiu-lhe fabricar armas, com as quais submeteu os outros animais; ferramentas, com as quais cultivou a terra; aquecer sua moradia, ficando de certo modo independente do
clima; e, finalmente, promover as artes e cunhar moedas, com as quais pôde comerciar. [...]
BULFINCH, Thomas. Mitologia geral. Belo Horizonte: Itatiaia, 1962.
QUESTÃO 1
A situação conflituosa aparece no texto no momento
(A) em que uma raça gigantesca habitava a Terra.
(B) em que Prometeu trouxe o fogo à Terra.
(C) de conceder a qualidade ao homem.
(D) de promover as artes e cunhar moedas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário