domingo, 8 de agosto de 2010

Diga não ao BULLYING!

Você já deve ter ouvido falar nos jornais ou em programas televisivos sobre o Bullying, mas você sabe o que é Bullying? Antes de mais gostaria de lembrar que o Bullying sempre existiu só que não tinha este nome. Antigamente também haviam crianças que se juntavam com outros colegas para amedrontar e atacar aquele coleguinha mais indefeso, mais frágil, ou até mesmo que tivesse alguma diferença física que pudesse chamar a atenção e ser usada como motivo de brincadeiras de mau gosto e até mesmo agressões.
Hoje não é diferente, apenas acrescenta-se alguns resquicios de crueldade e violência física extrema que além do trauma psicológico, pode levar a criança a ter sérias sequelas ou levando-a até mesmo a morte. Porque tanta violência? Você se pergunta isso e eu também me pergunto?
Porque crianças e adolescentes que em sua maioria tem uma vida mediana, tem acesso a internet, a educação, e quase sempre têm tudo que querem fazem isso? Educação omissa? Pais ausentes? Pais demasiadamente permissivos? Falta de diálogo em casa? Como eu sempre digo a educação começa em casa, a escola tem meramente o papel de transmitir conhecimentos culturais e não regras morais. Cabe aos pais conversar, educar, observar, orientar e tomar as devidas providências quando um filho comete um ato desrespeitoso dentro de casa, só assim ele será um ser humano digno na 'rua';ou seja fora de casa.
Vamos começar por entender o que vem a ser o Bullying:
Bullying é um termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo incapaz de se defender.
Dan Olweus cientista sueco define bullying como:
1. o comportamento é agressivo e negativo;
2. o comportamento é executado repetidamente;
3. o comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.
Técnica de Bullying:
* espalhar comentários;
* recusa em se socializar com a vítima
* intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima
* criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).
Características da personalidade dos bullies (que são os que praticam o bullying contra outros):- Extremamente auto-confiantes;
- Geralmente são filhos excessivamente mimados;
- Crianças que têm dificuldade em ouvir não dos pais ou de estranhos;
- Adolescentes agressores têm personalidades autoritárias, combinadas com uma forte necessidade de controlar ou dominar;
- Empenho excessivo em acções obsessivas e/ou rígidas;
- Geralmente são crianças que em casa comandam as decisões dos pais como onde ir, o que almoçar, que programa de televisão assistir, etc;
Tipos de bullying:
Há diversos tipos de ataques desde os mais brandos até os que levam a violenta agressão física.
- Fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe);
- Fazer comentários depreciativos sobre o local de moradia de alguém;
- Fazer comentários depreciativos sobre aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência;
- Fazer que a vitima passe vergonha na frente de varias pessoas;
- Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade;
- Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada;
- Depreciar a vítima sem qualquer motivo;
- Espalhar rumores negativos sobre a vítima;
Locais de bullying
- Escolas, universidades, ginásios, entre vizinhos, local de trabalho, etc.

No Brasil, Serginho Groisman apresentador do programa ‘Altas Horas’ da Rede Globo lançou recentemente uma campanha para combater a prática do bullying. No programa Altas Horas, Serginho Groissman tem entrevistado muitsa pessoas que passram pela humilhaçao do Bullying.
Com o objectivo de acabar com o Bullying nas escolas, Serginho Groisman criou um cartaz especialmente para que as escolas espalhem pelas salas de aulas e outros ambientes escolares.

Você pode participar desta campanha imprimindo o cartaz e divulgando entre os seus amigos. Diga Não ao Bullying!
O cartaz foi foi produzido pela Globo Comunicação e Participações S/A para fins de divulgação da Campanha “Altas Horas contra o Bullying”, sendo vedada a sua utilização para fins comerciais e políticos, sua edição, alteração, ou sobreposição imagens.


Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário