sábado, 11 de setembro de 2010

Manchetes

Pintor implora para ser preso para se livrar de crack em SP
11 de setembro de 2010

Notícia

Um pintor de paredes de 30 anos pediu para ser preso no último domingo em Franca, no interior de São Paulo, por não conseguir abandonar o vício em crack. Usuário de drogas desde os 15 anos, como não ficaria preso sem ter cometido crime, o homem disse aos policiais que existia um mandado de prisão contra ele por falta de pagamento de pensão alimentícia do filho de 8 anos. Depois de conferir a informação, os policiais o prenderam na Cadeia da Guanabara, também em Franca. O prazo de prisão é de 30 dias. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O homem gastava todo o salário em drogas. Para tentar livrar-se do vício, recorreu à religião e a um centro de recuperação, mas não houve resultado. A droga o levou a se separar da mulher e do filho, e a relação com os pais, com quem morava no Jardim Noêmia, também era difícil.



Rio e cidades publicado em 08/09/2010
Criança que fuma maconha em vídeo
recebe atendimento psicológico
Mãe do menino de dois anos teve a guarda suspensa provisoriamente pela Justiça

O menino de dois anos que foi visto fumando maconha em um vídeo recebe atendimento psicológico em uma casa de acolhimento em João Pessoa (PB). De acordo com a assessoria de imprensa da Promotoria da Infância e Juventude João Pessoa, a mãe da criança teve a guarda suspensa provisoriamente pela Justiça. A decisão vale enquanto o inquérito do caso não for concluído.

Enquanto isso, mãe e filho participam de um programa de acompanhamento multidisciplinar onde são atendidos também por psicólogos e pedagogos. Ainda segundo a Promotoria, a mulher tem direito a visitar o menino na casa de acolhimento.

A mãe responde em liberdade porque não houve flagrante do crime. Ela se apresentou à Promotoria de Infância e Juventude de João Pessoa (PB) na última quinta-feira (2) e prestou depoimento à polícia na sexta-feira (3). Ela disse ao promotor que deixou o filho fumar porque estava sendo ameaçada de morte por um traficante.

Na quinta-feira, a polícia já tinha identificado a mulher que, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, é moradora do conjunto habitacional Renascer, em Cabedelo, a 20 km da capital, local onde foi apreendido o celular que continha a gravação.

A polícia encontrou o aparelho na quarta-feira (1º) ao prender membros de uma quadrilha de traficantes que agia no conjunto habitacional. O vídeo mostra o menino de cerca de três anos consumindo a droga incentivado por um grupo de adultos. A mãe estava entre as pessoas que apareciam na gravação.



De acordo com o delegado responsável pelo caso, Francisco de Assis da Silva, foram apreendidos três menores – um deles, de 17 anos, considerado o líder da quadrilha – e dois adultos: um rapaz de 19 anos e uma mulher de 37.

O vídeo foi encontrado em um celular que estava na casa onde um dos menores foi apreendido. O delegado diz acreditar que a gravação foi passada por criminosos de um celular para o outro por meio de bluetooth (tecnologia para transmissão de dados, sem o uso de fios e a pequenas distâncias).


Ainda de acordo com Silva, o homem que aparece oferecendo a droga para a criança no vídeo é um bandido que foi assassinado há cerca de um mês por outros criminosos.

Os membros da quadrilha presos na quarta-feira serão indiciados por tráfico de drogas, porte ilegal de armas e formação de quadrilha. A polícia ainda investiga homicídios que possam ter sido cometidos pelo grupo.



Publicado em 29/08/2010
Mãe interna filho viciado em crack
com ajuda de policiais em Santos


Família sofria com o vício há dois anos e jovem hoje se recupera em clínica


Uma mãe desesperada pediu ajuda à polícia para internar seu filho, viciado em crack, há três meses. Há dois anos a família, que vive em Santos, a 72 km de São Paulo sofre com o problema. O jovem, de classe média, estudou nas melhores escolas vendeu eletrodoméstidos e móveis da casa para sutentar o vício.

Com um mandado judicial e ajuda de profissionais de uma clínica, ela conseguiu tirar o filho das ruas a força. O rapaz foi internado em uma clínica em Peruíbe, 135 km de São Paulo, onde se recupera e reage bem ao tratamento.

Fonte: www.antidrogas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário