sexta-feira, 1 de junho de 2012

Atividade de Leitura


Escola_________________________________________________________
Aluno: ______________________________Série:__________Turma:______
Disciplina:___________________________Professor(a):________________

Atividade de leitura


O Mundo da Televisão
“Depois de passar horas em frente à televisão, pulando de canal em canal, de programa de auditório para novela, de novela para telejornal, de telejornal para videoclipe, de videoclipe para propaganda, a garota deu um clique final no controle remoto e a tela escureceu. Em uma fração de segundo, aquele mundo de cubo animado, colorido e fascinante, havia desaparecido.
Silêncio.
Uma sensação de vazio tomou conta da sala. E a garota teve a nítida impressão de que o mundo em que estava era menos real do que dentro da tevê.
Lembrou-se de quando era criança e achava que televisão era isso mesmo: um mundo real com minúsculas pessoas vivendo dentro do aparelho. Por que agora quem se sentia minúscula era ela?
Solidão.
Clique, ligou a tevê de novo. Som, música, pessoas alegres e sorridentes, palmas, folia.
Até a desgraça parecia um show. Isso deveria ser triste, muito triste. Mas parece que a gente vai se acostumando, se acostumando.. Não! Clique, desligou novamente.
A sala vazia, o chiado do silêncio. O ato de desligar abria um espaço em sua cabeça e era em si mesma que começava a pensar. Seus problemas, sua rotina mecânica e sem graça, sua vida sem sabor, era isso! A vida na tela tinha sabor. Clique, ligou outra vez.
(...)
Nossa, suas costas já estavam doendo de tanto sofá. Clique, desligou. Além do mais, ela não era a única. Conhecia muita gente que ligava a tevê assim que chegava em casa.
Clique. Ligou a televisão e ficou pensando que daria tudo para entrar naquele aparelho e pertencer àquele mundo, ainda que só por um dia. E de lá de dentro olharia para a menina aqui fora, sentada no sofá. Quem sabe assim gostaria mais dela, se sentiria um pouquinho especial...”
(POLIZZI, Valéria. Papo de Garota. Ed. Símbolo e Ed. Nome da Rosa. SP, 2001. pp. 25-27)

Leitura e língua em uso
1. A autora desta narrativa – O Mundo da Televisão – faz uma crítica à programação televisiva.
Trata-se de uma crítica positiva ou negativa? Transcreva o trecho em que esta crítica está
evidente.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2. Sabemos que o conto é um gênero textual construído em torno de um confl ito da(s) personagem(s). Aponte-o e caracterize-o no trecho acima.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3. Releia o primeiro parágrafo do texto:
“Depois de passar horas em frente à televisão, pulando de canal em canal, de programa de auditório para novela, de novela para telejornal, de telejornal para videoclipe, de videoclipe para propaganda, a garota deu um clique final no controle remoto e a tela escureceu. Em uma fração de segundo, aquele mundo de cubo animado, colorido e fascinante, havia desaparecido.”
O que é possível inferir sobre a repetida mudança de canal da garota?
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4. Observe a expressão utilizada pela autora: “A sala vazia. O chiado do silêncio”.
Vemos aí a junção de vocábulos que expressam idéias contrárias. Desenvolva esta afirmação, incluindo em sua resposta, a possível intenção comunicativa da autora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário